Resenha: Romeu Imortal

12:00 PM

romeu imortal
Título Original: Romeo Redeemed
Autora: Stacey Jay
Páginas: 319 | Editora: Novo Conceito
ISBN: 978-85-8163-005-2 | Adicione no Skoob
Compre: Submarino, Saraiva, Buscapé
Nota: star_thumbstar_thumb2star_thumb3star_thumb4estrela-vazia_thumb

Sinopse: Amaldiçoado a viver por toda a eternidade em seu espectro, Romeu, conhecido por seus modos rudes e assassinos, recebe uma chance de se redimir viajando de volta no tempo para salvar a vida de Ariel Dragland. Sem saber, Ariel é importante para os dois lados, os Mercenários e os Embaixadores, e tem o destino do mundo nas mãos. Romeu deve ganhar seu coração e fazê-la acreditar no amor, levando-a contra seu potencial obscuro antes de ser descoberto pelos Mercenários. Enquanto sua sedução se inicia como outra mentira, logo ela se torna sua única verdade. Romeu jura proteger Ariel de todo o mal, e fazer qualquer coisa que for preciso para ganhar seu coração e sua alma. Mas quando Ariel se decepciona com ele, ela fica vulnerável à manipulação dos Mercenários, e sua escuridão interna poderá separá-los para sempre.
Depois de resenhar aqui no blog o livro Julieta Imortal, trago para vocês a resenha de Romeu Imortal da autora Stacey Jay. Quem leu minha resenha de Julieta Imortal viu que gostei bastante do livro, da história inovadora contada encima de uma história antiga e tão bem escrita por Shakespeare.

Romeu Imortal seguiu na mesma linha do livro anterior. Julieta Imortal tinha sido uma história muito enrolada, que apesar de bem escrita, deixou algumas lacunas bem vazias que acreditava que tivesse sido feito de propósito pela autora para preenche-las em Romeu Imortal, porém, algumas das lacunas não foram preenchidas também nesse livro. Apesar de nesse segundo livro a autora ter desvendado um pouco mais dos mistérios dos Embaixadores e Mercenários, muitas questões sobre os mesmo ficaram mal resolvidas.

O protagonista, Romeu, me surpreendeu muito! Achei uma ousadia da Stacey que ela escrevesse um livro com um dos personagens que eu mais havia odiado em Julieta Imortal, embora nos últimos instantes do livro ela tivesse tornado ele um pouco menos "odiante".

Algo que gostei bastante nesse livro foi a facilidade que a autora teve em fazer com que Ariel me despertasse milhares de sentimentos. Ora sentia muita pena dela devido a tudo que ela passava, ora ficava magoada junto com ela por esses mesmos motivos e ora sentia tanto ódio da mesma que tinha vontade de entrar no livro e dizer várias verdades para ela, pois ela não enxergava coisas muito óbvias!

Algo que me incomodou bastante e tirou uma estrelinha da minha nota final sobre o livro foi o fato de que Julieta Imortal e Romeu Imortal, não foram bem sequenciados - pelo menos eu entendi que os dois livros deveriam ser, um sequência do outro. O livro de Julieta acabou com um final e começou em Romeu Imortal com algo diferente, como se o livro anterior tivesse tido um desfecho diferente do que realmente teve, o que me deixou bem perdida na história toda, tentando entender qual foi o verdadeiro final de Julieta.

O livro é narrado por 3 personagens, ora temos o ponto de vista de Romeu, ora o de Ariel - ambos nos anos atuais - e ora o livro é narrado por Julieta no passado, em Verona. O final não é do tipo surpreendente, acredito que a autora tinha criatividade para fazer um final bem mais legal, porém, estou para dizer que esse final está mais para agradável do que ruim.

Fora esses pontinhos negativos, o livro foi muito bom, uma leitura agradável e nos últimos capítulos estava louca de curiosidade para saber o fim da história. Não é aquele tipo de leitura leve sem nenhuma pretensão, o livro tem uma pretensão sim que é levar o leitor a refletir sobre certas coisas como a importância do verdadeiro amor e o verdadeiro lado da Luz e das Trevas.

A capa, como em Julieta Imortal, foi muito bem elaborada, com detalhes em alto relevo que deram um toque especial e a imagem utilizada condisse muito bem com a história. O livro é mais grossinho que o volume anterior, tem umas 100 páginas a mais. Tem margens e espaçamentos agradáveis, ou seja, diagramação muito boa.

Este post contém links que rendem uma comissão ao blog caso compras sejam realizadas através deles.

You Might Also Like

7 comentários

  1. Geral fala que a autora se perdeu muito em Romeu Imortal.
    Tenho ele também e pretendo ler este ano juntamente com Julieta Imortal.
    Ótima resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se perdeu mesmo Gabriel, mas pelo menos pra mim a leitura valeu tanto de Julieta como de Romeu Imortal =D
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi, Stéh!
    Bom, gostei da sua resenha, mas não consegui gostar foi do livro Julieta Imortal. Muito ruim mesmo! Pior ainda você citar que os livros não foram bem sequenciados, isso já é um sinal pra eu passar longe de ler o segundo :o Nao funcionou essa releitura de clássico pra mim rsrsrs
    Beijos ><
    Descobrindolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Lucas, eu percebi que você não gostou do livro pelo post lá do seu blog, e não leve minha opinião á sério mas se você não gostou de Julieta Imortal, acho que Romeu Imortal não vai mudar muita coisa haha

      Beijos

      Excluir
  3. Eu já quis ler os dois livros mas tenho receio de me decepcionar com esses tipos de coisas.

    Xx
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha opinião os livros são bons Thami =) hehe
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Stefani
    Gosto muito deste tipo de leitura, o famoso agua com açúcar. Mas ainda não li Julieta, mas ganhei Romeu Imortal em um sorteio , quero muito ler os dois . Apesar de já ter ouvido muita critica ruim dos dois. Ler sua resenha positiva me deu mais animo.
    Bjs.
    Adriana
    http://meupassatempoblablabla.blogspot.com.br

    ResponderExcluir